sábado, 2 de julho de 2022

Marcas do Evangelho no Acre

  

  Tudo começou em 1995, quando Cid Gonçalves de Oliveira e Dorcas Lima Araújo de Oliveira estiveram aqui no Acre, na casa da colina, Conjunto Bela Vista, no bairro Floresta.

   Pedi ao Cid, meu pai, que gravasse fitas cassete que registrassem estações de sua vida. Gravou 6 dúzia delas. A vida dele cobre um arco, muitas vezes visto, neste país.
   O menino pobre que nasce na roça, como no Rio de Janeiro se denomina o interior do Estado, no caso dele, a região de Itaocara, São Fidélis, Sta Maria Madalena, municípios vizinhos.
   De posse desse tesouro de seus relatos, assumi o compromisso de, um dia, registrá-los em livro. Para isso, estimulei Dorcas a registrar as histórias dela. O que fez, por etapas, nas vindas frequentes ao Acre.
    Dois dias, então, com intervalo de quase mês e meio, 7 de maio e 25 de junho de 2022, realizamos esse sonho acalentado de lançar, no Rio de Janeiro, RJ, e em Rio Branco, AC, o tão esperado livro.
    Tarde agradável no bairro Manoel Julião, quando recebemos um grupo de amigos mais chegados, como os alunos do antigo Seminário Teológico Kerigma, entre eles Alzenira, com seu sorriso de rosto inteiro.

   Irmãos de fé das igrejas que pastoreei e que pastoreio aqui, entre eles o pastor Jeremias e sua família, da igreja Vila Betel II. E um grupo de colegas de trabalho, representando todos os demais.



   Também membros do Instituto Ecumênico Fé e Política do Acre, que me indicou como assessor para o Ensino Religioso, desde 2014, na Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esporte.
   O pastor Edson Pergentino nos trouxe mensagem relacionada com a capa do livro Marcas do Evangelho - causos de família em direção a  Cristo, a qual ele idealizou como competente perito em designer gráfico.
    E outra presença honrosa foi o pastor Nelson Rosa, missionário pioneiro no Acre, ele e sua esposa Josilene vão comemorar 40 anos de início de seu trabalho, agora em 2024. 
    Isaac e seu cunhado, Ruan, abrilhantaram com hinos, como background musical todo o momento de recepção, assim como minha cara esposa Regina e filha Ana Luísa haviam preparado o coquetel.
    E gratidão especial à igreja de que agora sou pastor, irmãos que tem cuidado de nós, na troca que tão bem Jesus instituiu, por puro amor. Desde que chegamos do Rio, nos surpreenderam com a comemoração do aniversário.

  Gratidão à minha família que, com tanto carinho, vibraram com essa oportunidade que há tanto tempo esperavam se concretizar.

  E grato a todos vocês que aqui estiveram nos alegrando com sua presença. Momentos de muito valor, que proporcionam a maior dádiva entre nós, que é a amizade, valor que prossegue pela eternidade afora.








 

Nenhum comentário:

Postar um comentário