quinta-feira, 7 de maio de 2020

Contarei tudo que puder - 5

São Sebastião do Alto, RJ,
onde se situa Ipituna, 
atualmente seu 3° Distrito.

Episódio n° 1:
       Historiarei a minha vinda para o Rio de Janeiro, o então Distrito Federal  -- a Capital da República desde os tempos do Império. 
      Entretanto, será muito interessante contar como me tornei crente em nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. 
      Estava começando a juntar uma letra de forma com a outra para formar a palavra no pequeno sítio da família, no lugar chamado Farope. À semelhança das cidades que são divididas em bairros, no interior, nas zonas rurais os lugarejos são divididos e recebem os mais diversos nomes.
     Papai ao casar-se, deixou de trabalhar na fazenda do tio Manuel Inácio e foi trabalhar por conta própria na companhia de um irmão, chamado Henrique. Tio Henrique era muito amigo de todos os meus irmãos.  Papai Antônio Gonçalves de Oliveira casou-se com Adalgiza Barcellos de Jesus. 
     Papai havia trabalhado na fazenda do tio Manuel Inácio, onde fazia de tudo na lavoura. Inclusive aprendeu também algo da pecuária. 
    Ao casar-se com a mamãe resolveu deixar a fazenda do tio e ir trabalhar por conta própria. Isso aconteceu na fazenda chamada Boa Vista. Na companhia do tio Henrique arrendaram de um amigo seu (cujo nome não me ocorre no momento) e ficaram alguns anos criando gado e possuindo diversas vacas leiteiras.
     A fazenda Boa Vista só servia para criação de bezerros e gado em geral. As terras velhas e cansadas para a lavoura. Dessa maneira, ambos os irmãos, que tinham experiência com lavoura no Município de Santa Maria Madalena, resolveram mudar-se para o Município de Itaocara. Quando se mudaram para o outro lugar denominado Ibituna (o povo local o chama de Ipituna, mas nos mapas do IBGE a nomenclatura do referido lugar do Estado do Rio é chamado de Ibituna).
     Tal fato ocorreu nos idos de 1924, eu era menino de 5 (cinco) anos, pois eu sou de 21 de agosto de 1918 e a mudança da família logo no início daquele ano, mais ou menos no mês de janeiro ou fevereiro.
    Os dois irmãos: Antônio Gonçalves de Oliveira e Henrique Gonçalves de Oliveira estavam sempre juntos e unidos. Papai (Antônio, na intimidade Tonico) e o tio Henrique não se separavam. Papai casou-se com a prima Adalgiza Barcellos de Jesus, como já narrei atrás. Meu tio Henrique ficou solteirão. Sempre morando com o mano Tonico e fazendo lavoura de milho, feijão e fumo associado com papai.

Pedra de Manoel de Moraes 

Nenhum comentário:

Postar um comentário